Provérbios sobre o dinheiro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Provérbios sobre o dinheiro

Mensagem por Lusitana Cultura em Sex Fev 06, 2015 11:15 am



» A quem é rico não faltam parentes.

» Onde há dinheiro, há amigos.

» Com dinheiro à vista, toda a gente é benquista.

» Quanto tens, quanto vales. Nada tens, nada vales.

» Quem dinheiro tiver fará o que quiser.

» Ladrão endinheirado não morre enforcado.

» Ladrão endinheirado passa por honrado.

» Ninguém morre enforcado, com a bolsa ao pescoço.

» Onde o dinheiro fala, a língua cala.

» Nada mais eloquente que uma bolsa quente.

» Riqueza e santidade: metade de metade.

» O dinheiro mal ganhado, agia o deu, água o levou.

» Dinheiros de sacristão, cantando vêm, cantando vão.

» Bolsa rota: dinheiro à solta.

» Não metas dinheiro em saco, sem ver se tem buraco.

» Bolsa vazia afugenta os amigos.

» Guarda o teu dinheiro para o mau tempo.

» Amor sem dinheiro não é bom companheiro.

» Quem pouco ganha e muito gasta, ou herdou ou roubou.

» Quem muito gasta e pouco tem, a pedir vem.

» Quem gasta mais do que tem, a pedir vem.

» Quem não poupa reais, não junta cabedais.

» Quem muitos filhos tem, não aveza vintém.

» Quem nasce para vintém, não chega a pataco.

» Quem paga o que deve, sabe quanto lhe fica.

» Arrenego de contas com parentes e de dívidas com ausentes.

Lusitana Cultura

Mensagens : 84
Data de inscrição : 05/02/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum